MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | Cursos Gratuitos

Pesquisa Datafolha: Bolsonaro cai e Lula mantém liderança; Brancos e indecisos sobem

Nova pesquisa Datafolha divulgada hoje (27) indica que Lula manteve mesmo percentual de intenção de votos da semana passada, enquanto Bolsonaro teve leve queda. Veja os números

Lula e Simone Tebet apertam as mãos
Lula e Simone Tebet apertam as mãos - Divulgação
Mylena Lira

Mylena Lira

[email protected]

Publicado em 27/10/2022, às 19h01

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Nova pesquisa Datafolha divulgada no final da tarde desta quinta-feira, 27 de outubro, indica que o candidato à presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT) manteve o mesmo percentual de intenção de votos da semana passada. Seu concorrente, Jair Bolsonaro (PL), teve leve queda.

O petista continua com vantagem, com 49% dos votos totais. O atual presidente, que tenta a reeleição, tem 44%. No último levantamento, realizado na semana passada, eles tinham 49% e 45%, respectivamente.

A quantidade de entrevistados que afirmaram estar indecisos dobrou: foi de 1% para 2%. Também aumentou o percentual de pessoas que informaram preferir votar em branco ou nulo nesse segundo turno das eleições 2022, que será realizado no próximo domingo, dia 30 de outubro. O indicador subiu de 4% para 5%.

Ao considerar somente os votos válidos, excluindo brancos, nulos e indecisos, Lula sobe para 53% e Bolsonaro, para 47%. Portanto, o candidato do Partido dos Trabalhadores aumenta a diferença percentual, que vai de 5 para 6. Na pesquisa anterior, a diferença era de 4 pontos percentuais: 52% e 48%.

Porém, Bolsonaro segue na frente no estado de São Paulo, onde ganhou no 1º turno, com 47,71% dos votos válidos contra 40,89% recebidos por Lula. O instituto indica que, contabilizando só os válidos, o presidente fica com 53% e Lula, com 47%.

+AtlasIntel: Lula mantém vantagem e distância de Bolsonaro é de 6 pontos; veja

Pesquisa Datafolha: rejeição dos candidatos

O levantamento Datafolha também questionou em quem o entrevistado não votaria de jeito nenhum. Bolsonaro leva a pior também nesse cenário, pois 50% indicaram que jamais o escolheriam. O mesmo percentual da semana passada. Lula, por sua vez, melhorou um pouco os índices de rejeição: foi de 46% para 45% hoje.

A margem de erro da pesquisa, encomendada pela Folha de S.Paulo e pela TV Globo, é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Ao todo, foram ouvidas 4.580 pessoas em 252 cidades entre os dias 25 e 27 de outubro. O instituto registro o levantamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-04208/2022.

Pesquisas eleitorais são confiáveis?

Se feita seguindo os critérios técnicos, sim. Contudo, vale lembrar que as pesquisas fazem apenas uma projeção e, portanto, não necessariamente vão revelar exatamente o resultado das eleições. Em geral, a pesquisa mostra o retrato do momento. Por isso, os dados podem oscilar a cada semana.

Acontecimentos políticos, sociais, econômicos, entre outros, podem influenciar a opinião dos entrevistados, escolhidos de forma aleatória e por amostragem. O desenvolvimento da campanha eleitoral do candidato naquele período também pode exercer influência, seja ela positiva ou negativa. 

O JC Concursos compilou as últimas pesquisas divulgadas antes do primeiro turno, realizado em 2 de outubro, feitas por 10 dos principais institutos. Clique aqui para ver o ranking de quem errou mais. Apesar de não cravar o resultado, o Paraná Pesquisas foi o que mais acertou. Segundo dados do TSE, Lula obteve 48,43% dos votos válidos (57.259.504) e Bolsonaro, 43,20% (51.072.345) no primeiro pleito.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.