MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Bolsa Família vai voltar? Tudo depende de UM fator

Bolsa Família foi o principal programa de transferência de renda do Brasil e foi substituído pelo Bolsa Família

Cartão do Bolsa Família
Cartão do Bolsa Família - Agência Senado
Victor Meira

Victor Meira

[email protected]

Publicado em 13/09/2022, às 15h09

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Em novembro de 2021, o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) renomeou o antigo Bolsa Família para Auxílio Brasil, com um reajuste de 50%, indo da média de R$ 190 para R$ 400. Posteriormente, houve uma atualização no valor do benefício, que subiu, de forma temporária, para R$ 600. 

Entretanto, no que depender do ex-presidente Lula (PT), candidato a presidente da República, o principal programa de transferência de renda voltará para o antigo nome, o Bolsa Família, mas com o valor atual dos R$ 600. 

Vale relembrar que de acordo com o PLOA de 2023 (Projeto de Lei Orçamentária Anual), o Auxílio Brasil deverá ter o valor de R$ 405. A manutenção dos R$ 600 depende de uma articulação política do novo presidente com o Congresso Nacional. 

+Confira TODOS os auxílios sociais que tem prazo para acabar

A campanha eleitoral do PT destaca Auxílio Brasil será chamado novamente de Bolsa Família, caso ele ganhe as eleições, fator fundamental para essa mudança acontecer. 

"Nós vamos retomar o Bolsa Família a R$ 600. Obviamente você tem que levar em conta o número de pessoas por família, não tem que ser igual para todo mundo", disse Lula, em entrevista ao UOL.

Além disso, o petista prometeu um valor adicional de R$ 150 por criança de até seis anos e um benefício dobrado para as mães solteiras, ou seja, receberão R$ 1,2 mil. 

Deputado do PT articula movimento para renomear Auxílio Brasil para Bolsa Família

O deputado Alencar Santana (PT-SP) protocolou um projeto de lei para renomear o Auxílio Brasil para “Mais Bolsa Família”.

Ademais, ele pede para que o valor continue sendo de R$ 600 para o ano que vem. 

Santana justifica a medida ao afirmar que a proposta “tem como objetivo maior e preponderante resgatar a dignidade de milhões de famílias que sofrem com a fome, inflação e desemprego que aumentaram substancialmente nos últimos anos sob o governo [Jair] Bolsonaro”.

+++Acompanhe as principais informações sobre o Bolsa Família na editoria de Sociedade do JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.