MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | Cursos Gratuitos

Programa 'Asas para Todos' oferece curso gratuito para formação de pilotos

Iniciativa oferece 20 vagas, das quais metade é destinada preferencialmente a mulheres. As inscrições estão abertas até 31 de maio. Veja requisitos e detalhes da formação para piloto

Aulas ocorrerão presencialmente na Ufersa, em Mossoró (RN)
Aulas ocorrerão presencialmente na Ufersa, em Mossoró (RN) - Divulgação/JC Concursos
Pedro Miranda

Pedro Miranda

[email protected]

Publicado em 20/05/2024, às 21h45

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O governo federal lança mais uma iniciativa para democratizar o acesso à formação de pilotos comerciais. O programa "Asas para Todos", desenvolvido pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e o Ministério de Portos e Aeroportos, em parceria com a Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa), abre inscrições para o curso de aviação comercial.

📲 Junte-se ao canal de notícias do JC Concursos no WhatsApp

Integrando o projeto Pilotos do Semiárido, o programa oferece 20 vagas, das quais metade é destinada preferencialmente a mulheres, com o objetivo de promover a diversidade e facilitar a entrada de pessoas de baixa renda no setor de aviação civil.

Para se candidatar, os interessados devem ter mais de 18 anos, estar inscritos no CadÚnico, possuir nacionalidade brasileira e estar cursando ou ter concluído o ensino superior (com no máximo dois períodos restantes). Além disso, é necessário estar em dia com as obrigações eleitorais e, para homens, com as obrigações militares. Também não é permitido possuir qualquer licença de piloto de avião.

As inscrições estão abertas até 31 de maio na página oficial do programa.

O processo seletivo é dividido em duas fases. Inicialmente, 200 candidatos serão selecionados, priorizando 50% de mulheres, com base em critérios sociais e acadêmicos. Nesta etapa, serão avaliadas a renda per capita familiar, o recebimento de Bolsa Família, a participação na tarifa social de energia elétrica, além de escolaridade, desempenho acadêmico e envolvimento em atividades de extensão e iniciação científica.

Os 200 selecionados na primeira fase passarão por um exame teórico de piloto privado, financiado pela organização do programa. Os 20 melhores classificados ingressarão no curso, enquanto os demais 80 formarão um cadastro reserva válido por três meses após o início das aulas.

Vale destacar que o programa não oferece preparação teórica para o exame de piloto privado, sendo responsabilidade dos candidatos se prepararem de forma independente ou em instituições credenciadas pela Anac.

As aulas ocorrerão presencialmente na Ufersa, em Mossoró (RN). Os alunos terão a oportunidade de realizar aproximadamente 200 horas de voo prático no aeroporto Dix-Sept Rosado, abrangendo treinamento em aviões monomotor e multimotor, voos visuais e por instrumentos, além de aprimoramento técnico em inglês.

O curso completo, desde a formação inicial até a obtenção da licença de piloto comercial, será concluído em até 32 meses. As bolsas cobrem as horas de voo, o curso e as taxas das bancas examinadoras, mas todos os participantes devem demonstrar capacidade técnica para a prática das atividades aeronáuticas.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.