MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

PIS/Pasep esquecido: trabalhadores podem resgatar R$ 24,6 bi na Caixa; saiba como

Mais de 10 milhões de trabalhadores têm R$ 24,6 bilhões em saldos do PIS/Pasep esquecido; saiba mais detalhes e veja como resgatar abono salarial

Notas de dinheiro
Notas de dinheiro - Canva - PIS/Pasep esquecido
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

[email protected]

Publicado em 25/08/2022, às 17h40

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

A Caixa Econômica Federal informou nesta quinta-feira (25) que aproximadamente 10,5 milhões de brasileiros  têm direito a receber mais de R$ 24,6 bilhões, em saldos do PIS/Pasep esquecido. Saiba como resgatar.  

Diferente do fundo do PIS/Pasep que conhecemos hoje, os valores do PIS/Pasep 'esquecido' são referentes às arrecadações do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep).

++++ Santander oferta 100 mil vagas para curso de inglês gratuito; saiba como se inscrever

Quem tem direito?

As pessoas que trabalharam entre os anos de 1970 e 1988 têm direito ao benefício que está disponível para saque desde 2019, com valores que ainda não foram resgatados pela maioria dos trabalhadores. O direito ao benefício é assegurado para quem trabalhou no período mencionado com carteira assinada, servidores e militares. 

De acordo com a Caixa, a maior parte dos beneficiários que têm direito estão aposentados e não sabem que podem realizar o saque, já faleceram e possuem herdeiros com direito aos valores. 

Para realizar o saque em dinheiro de até R$ 3 mil, o trabalhador poderá se dirigir a uma agência da Caixa, Caixa Aqui ou Lotéricas levando seu Cartão Cidadão e um documento original de identificação. Já para os valores acima de R$ 3 mil, o saque só poderá ser realizado nas agências da Caixa mediante apresentação de documento original. 

Saiba como resgatar valores 

Os trabalhadores podem saber se tem dinheiro para receber do PIS/Pasep acessando o aplicativo do FGTS, já que os valores serão transferidos para este fundo. Aqueles que tiverem direito ao saque podem transferir os valores diretamente para uma conta corrente por meio do aplicativo do FGTS. 

Se o trabalhador escolher realizar o saque em lotéricas ou terminais de autoatendimento da Caixa, ele pode realizar o saque com o Cartão Cidadão, no valor de até R$ 3 mil.

Nas situações em que o trabalhador já tenha falecido, o benefício pode ser acessado pelo aplicativo do FGTS, o saque pode ser solicitado na opção “Meus Saques”, depois “Outras Situações de Saque” e, em seguida, escolher a opção “PIS/PASEP – Falecimento do Trabalhador”, vale lembrar que é necessário juntar todos os documentos necessários e confirmar a solicitação. 

Caso o trabalhador tenha alguma dúvida, pode obter mais informações pelo telefone 4004-0104, para capitais e regiões metropolitanas, ou para o 0800 104 0104, para demais regiões.

Herdeiros terão acesso ao abono 

No caso dos herdeiros, eles também podem solicitar o saque, mas será necessário se dirigir a uma agência da Caixa portando os documentos. Veja lista:

  • Certidão de óbito e declaração de dependente habilitado à pensão por morte emitido pelo INSS;
  • Certidão de óbito e a certidão ou declaração de dependente habilitado à pensão por morte;
  • Alvará judicial designando os beneficiários ao saque, por meio da escritura pública de inventário.

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.