MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Ex-presidente do STF, Joaquim Barbosa declara voto em Lula; Veja outros

Além de Barbosa, diversas personalidades, entre cantores, atores e até mesmo atletas, revelaram que vão votar em Lula já no 1º turno para tirar Bolsonaro da presidência. Confira quem já declarou voto no petista

Lula e Alckmin apertam as mãos
Lula e Alckmin apertam as mãos - Divulgação
Mylena Lira

Mylena Lira

[email protected]

Publicado em 27/09/2022, às 16h01

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Faltam apenas cinco dias para o 1º turno das eleições 2022, que ocorrerá em 2 de outubro. Mais de 150 milhões de brasileiros devem ir às urnas escolher presidente, governador, senador, deputado estadual (ou distrital) e deputado federal. Nesta terça-feira (27), Joaquim Barbosa, ex-presidente do STF, declarou voto em Lula.

Em vídeo, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, que foi relator em processo do mensalão e votou pela condenação de petistas, afirma que "é preciso votar já em Lula no primeiro turno para encerrar essa eleição no próximo domingo". A fala revela que ele é mais um dos adeptos do chamado voto útil.

O termo tem se popularizado, principalmente nas redes socias, e tem o objetivo de atrair voto para o candidato melhor colocado nas pesquisas eleitorais e o único com chances reais de derrotar Bolsonaro (PL), que tenta a reeleição, já no 1º turno.

No vídeo divulgado hoje, Barbosa diz que, lá em 2018, alertou os brasileiros de que Bolsonaro seria uma péssima escolha. "Não é um homem sério, não serve para governar um país como o nosso. Não está à altura, não tem dignidade para ocupar um cargo dessa relevância. Nas grandes democracias, Bolsonaro é visto como um homem abjeto, desprezível, uma pessoa a ser evitada. Esse isolamento internacional é muito ruim para o nosso país", completa.

joaquim barbosa
Ex-presidente do STF, Joaquim Barbosa, em vídeo no qual pede voto em Lula 

Além dele, diversas pesonalidades, entre cantores, atores e até mesmo atletas, revelaram que vão votar em Lula e não em um terceiro candidato para não correr o risco do Bolsonaro vencer num possível 2º turno com Lula. Nesse cenário, sem outros candidatos para serem votados, o atual presidente pode receber votos de quem não simpatiza com ele, mas é totalmente antipetista.

+Nova pesquisa Ipec: Lula amplia vantagem contra Bolsonaro e pode ganhar no 1º turno

Lula pode ganhar no 1º turno

A nova pesquisa Ipec, divulgada na noite de ontem (26), mostra que o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) aumentou a vantagem contra Bolsonaro (PL) pelo terceiro levantamento seguido e pode ganhar as eleições 2022 no 1º turno. Ao considerar apenas os votos válidos, obtidos após excluir os brancos e nulos, o petista aparece com 52% das intenções de voto e Bolsonaro, com 34% apenas. Logo, Lula ampliou a diferença para 18 pontos percentuais em relação ao atual presidente.

Além de Lula e Bolsonaro, também pontuaram: Ciro Gomes (PDT), com 6% da intenções de voto; Simone Tebet (MDB), citada por 5% dos entrevistados; Soraya Thronicke (União Brasil), com 1%; e Felipe d’Avila (Novo), também com 1%. Brancos e nulos somaram 4% e outros 4% não responderam ou não sabiam em quem votar.

Para ganhar no primeiro turno, não basta Lula receber mais votos do que o segundo mais votado. É preciso obter mais da metade dos votos válidos (excluídos os brancos e nulos). Dito de outra forma, ele precisa ter 50% dos votos mais 1, conforme critério da maioria absoluta de votos, característico do chamado sistema eleitoral majoritário de dois turnos, previsto na Constituição Federal. 

Quem já declarou voto em Lula?

Anita foi uma das primeiras a revelar seu voto em Lula. Depois, a influenciadora Boca Rosa (Bianca Andrade) e a atriz Bruna Marquezine também indicaram suas preferências por ele. Caetano Veloso, que declaradamente era eleitor de Ciro, anunciou em suas redes sociais no final de agosto que nestas eleições votará no petista. A decisão foi tomada após o cantos baiano assistir a entrevista de Lula no Jornal Nacional, da TV Globo.

E a lista não para por aí. Em dois vídeos publicados na semana passada (dias 21 e 23), produzidos pela Mídia Ninja e pelo coletivo 342 Artes, diversos artistas incentivam a campanha "Vira voto" para eleger o canditado do Partido dos Trabalhadores no 1º turno. Neles, aparecem cantando "vire voto hoje, pense no amanhã". Confira a seguir alguns dos principais apoiadores que aparecem nos vídeos:

  • Milton Nascimento;
  • Gal Costa;
  • Maria Bethânia;
  • Nando Reis;
  • Maria Gadú;
  • Leandra Leal;
  • Júlia Lemmertz;
  • Bruna Marquezine;
  • Lenine;
  • Malu Mader;
  • Preta Gil;
  • Carol Castro;
  • Zélia Duncan;
  • Caetano Veloso;
  • Mart’nália;
  • Drica Moraes; e
  • Daniela Mercury.

"Hino" ao Inominável

Em 17 de setembro, diversos artistas lançaram uma música contra Bolsonaro, intitulada ironicamente de "'Hino' ao Inominável". A letra é composta por inúmeras frases reprováveis ditas ao longo dos últimos anos pelo atual presidente, que busca a reeleição.

O apoio de Bolsonaro à ditadura, falas racistas, a episódio em que disse preferir que o filho morresse ao invés de ser homossexual e o descaso pelas vidas durante a pandemia do coronavírus são algumas das situações reproduzidas na letra da canção.

A canção tem letra escrita por Carlos Rennó e música de Chico Brown e Pedro Luís. Porém, o "hino" é interpretado por 30 artistas, entre eles: Wagner Moura, Bruno Gagliasso, Lenine, Zélia Duncan, Chico César, Paulinho Moska, Marina Lima, Mônica Salmaso.

Ao todo, são 202 versos, mais o refrão, "contra o ódio e a ignorância no poder no Brasil", conforme ressaltam os responsáveis pela produção musical. Ouça abaixo:

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.