MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Bolsonaro aumenta promessas sobre 13º do Auxílio Brasil em 2023

Lula obteve 48,43% dos votos válidos, contra 43,20% de Bolsonaro no 1º turno; atual presidente tenta vitória prometendo 13º do Auxílio Brasil em 2023

Um celular aberto com o programa do Auxílio Brasil e no fundo notas de dinheiro
Um celular aberto com o programa do Auxílio Brasil e no fundo notas de dinheiro - Pixabay - 13º do Auxílio Brasil em 2023
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

[email protected]

Publicado em 03/10/2022, às 16h48

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O presidente Jair Bolsonaro (PL) mirando a reeleição no segundo turno, que ocorre em 30 de outubro, aumenta a promessa sobre 13º do Auxílio Brasil em 2023, caso saia vitorioso. 

A medida tem sido vista como uma arma na campanha para derrotar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que terminou o primeiro turno ficou na frente da disputa com 48,43% dos votos válidos (57.258.115), contra 43,20% (51.071.227) de Bolsonaro. 

+ Piso Salarial de Enfermagem: veja os próximos passos para possível aprovação

13º do Auxílio Brasil em 2023?

O alvo do candidato do PL é atingir o eleitorado feminino com a medida, grupo no qual ele tem maior rejeição. Bolsonaro deve anunciar nos próximos dias a promessa de que, caso seja reeleito, vai pagar o 13º salário do Auxílio Brasil em 2023 para as mulheres chefes de família. 

Na sua avaliação, o benefício que passou a ser de R$ 600 e começou a ser pago em agosto, foi pouco explorado durante a corrida eleitoral no primeiro turno e precisa ser melhor trabalhado para garantir vitória no segundo turno. 

Mas, para que o décimo terceiro salário do benefício possa se tornar realidade, é necessário a aprovação de um projeto de lei no Congresso Nacional. Existe um projeto nesse sentido, que foi apresentado em março de 2022 pelo senador Alexandre Silveira (PSD-MG), entretanto a matéria não avançou. 

A avaliação da campanha do presidente Bolsonaro é de que a exploração do tema Auxílio Brasil pode ajudá-lo a alcançar as eleitoras mulheres e derrotar o petista no segundo turno. 

Quem pode receber o Auxílio Brasil?  

Em setembro, o Auxílio Brasil de R$ 600 será pago para 20,65 milhões de famílias em todo o país. Por conta da aprovação PEC dos Benefícios, promulgada pelo Congresso em julho, o valor do benefício de R$ 400 teve um aumento de R$ 200. 

Para receber o auxílio, os brasileiros precisam estar em situação de extrema pobreza com renda mensal de até R$ 105 por pessoa ou em situação de pobreza, possuindo renda mensal de até R$ 210 por pessoa, desde que na composição familiar tenha gestante ou menor de 21 anos. Assim como a faixa de renda, existem outras obrigações para que o benefício possa ser mantido, veja: 

  • Manter frequência escolar mensal mínima de 60% para crianças de 4 e 5 anos de idade;
  • Registrar frequência escolar mensal mínima de 75% para estudantes de 6 a 21 anos;
  • Cumprir o calendário nacional de vacinação;
  • Fazer o acompanhamento do estado nutricional de crianças com até 7 anos incompletos; e
  • Gestantes devem fazer o pré-natal completo.

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.