MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | saúde | Sociedade | youtube jc

Losartana: remédio deve ser retirado das farmácias; entenda o porquê

Após decisão da Anvisa, medicamentos à base de losartana devem ser recolhidos das prateleiras. Entenda

Glícia Lopes* | [email protected]
Publicado em 23/06/2022, às 15h07 - Atualizado às 20h06

Os produtos devem ser removidos das prateleiras em, no máximo, 120 dias | Foto: Divulgação
Os produtos devem ser removidos das prateleiras em, no máximo, 120 dias | Foto: Divulgação
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Um dos remédios mais utilizados no Brasil para o tratamento de pressão alta e insuficiência cardíaca deve ser recolhido das farmácias. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decretou, nesta quinta-feira (23) a interdição de medicamentos à base da substância losartana. Os produtos devem ser removidos das prateleiras em, no máximo, 120 dias.

Desde 2021, a Agência vem investigando o remédio e já havia sugerido o recolhimento voluntário por parte das empresas. Agora, após a Anvisa determinar avaliações pelos fabricantes do medicamento no Brasil, e encontrar determinada evolução para os problemas investigados anteriormente, a medida preventiva é adotada a fim de barrar a continuidade da distribuição do produto.

Apesar da decisão, o órgão orienta que os pacientes que fazem uso do medicamento não interrompa o tratamento. Por ser utilizado em casos que requerem um acompanhamento contínuo, como insuficiência cardíaca e hipertensão, a interrupção imediata no tratamento pode acarretar problemas, devendo estar sempre em conformidade com as orientações passadas pelo médico acompanhante.

+++Maconha medicinal: para que serve e quem pode ter direito ao medicamento no Brasil

Por que a losartana deve ser removida das farmácias?

A Anvisa já havia constatado em 2021 certa desconformidade na losartana e, desde então, tomou medidas para regularizar o medicamento, solicitando, inclusive, avaliações do produto e apresentação das análises pelos próprios fabricantes.

Após seguir com a investigação, identificou a presença de impurezas no remédio, que ultrapassaram os limites de segurança aceitáveis pela agência. Segundo o órgão, a presença da impureza “azido” se apresentou em concentrações elevadas, o que resultou na medida preventiva anunciada nesta quinta (23).

Os “azidos” são substâncias químicas oriundas do processo de fabricação do medicamento e têm potencial mutagênico. Isso quer dizer que as impurezas têm a capacidade de modificar o DNA de células do nosso organismo.

Pacientes que estejam fazendo uso da losartana devem continuar o tratamento e manter contato com o médico para orientações. Em caso de dúvidas, também poderão procurar o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) dos respectivos laboratórios, verificando os canais nas próprias embalagens dos produtos, a fim de se informar sobre a troca por um novo lote que esteja em conformidade com a Anvisa.

Você sabe que especialista cuida dos vasos sanguíneos?

Se você também tem sempre dúvida sobre qual especialista médico cuida dessa e de outras áreas, se atente à próxima dica. No Blog Medcel, você confere informações completas sobre concursos na área da medicina, notícias, informações sobre títulos e especialidades médicas. A dica é esse artigo aqui. Confira e não perca nenhum assunto da área médica!

LEIA TAMBÉM:Junho Vermelho: tudo sobre a doação de sangue e sua evolução

*Estagiária sob supervisão da jornalista Mylena Lira

+++ Acompanhe as principais informações sobre Saúde no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaques
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.