MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Saiba qual pomada capilar pode estragar seu carnaval 2024! Anvisa alerta!

Ministério da Saúde e Anvisa renovaram alerta sobre uso de pomada capilar que pode estragar os dias de folia no Carnaval 2024; Saiba detalhes

Mulher trança o cabelo
Mulher trança o cabelo - Divulgação JC Concursos
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

[email protected]

Publicado em 12/02/2024, às 06h51

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) renovaram seu alerta sobre o uso de pomadas para estilizar, trançar ou fixar o cabelo, especialmente em vista dos dias de folia no carnaval 2024.

As pomadas modeladoras são frequentemente utilizadas para manter penteados, em especial as tranças, como uma forma de prolongar a sua durabilidade e melhorar sua aparência. 

No entanto, em dezembro, houve um aumento significativo de eventos adversos e casos de intoxicação associados ao uso desses produtos. Cerca de 1,2 mil pomadas tiveram seus registros cancelados apenas no mês passado, somando-se a outros 1,7 mil ao longo do ano anterior.

📲 Junte-se ao canal de notícias do JC Concursos no WhatsApp 

O ministério ressaltou sua preocupação com a chegada do carnaval e, em parceria com a Anvisa, intensificou as ações de conscientização sobre os cuidados necessários. 

Nas redes sociais, estão sendo divulgados conteúdos direcionados a consumidores, profissionais de beleza e trabalhadores da saúde, visando promover uma utilização mais segura desses produtos.

+ Saiba quem pode receber parcela de R$ 102 do Auxílio Gás 2024 na próxima sexta-feira (16)

Saiba como se proteger

O Ministério da Saúde enfatiza que é fundamental estar atento para escolher produtos apenas registrados pela Anvisa, além de seguir rigorosamente as instruções que são fornecidas e prestar atenção ao uso excessivo e realizar testes de alergia. 

Uma das exigências para a autorização de venda, conforme destacado na nota, é que o produto não tenha sido associado a nenhum evento adverso grave desde sua introdução no mercado. Além disso, a composição da pomada é um aspecto crucial: lotes que contenham uma concentração superior a 20% do ingrediente ceteareth-20 foram proibidos.

Ainda sobre o assunto, a pasta defende que os fabricantes também devem fornecer licença sanitária, rótulos com explicações detalhadas, incluindo a quantidade ideal do produto a ser aplicado, avaliação de segurança para a pele e os olhos, e uma declaração ou avaliação que comprove a segurança do cosmético. Outra exigência da Anvisa é que a forma física do produto seja declarada como “pomada”.

“O uso não é recomendado se a pele, os olhos ou qualquer outra parte do corpo estiver irritada. Ao lavar os cabelos, é importante ter cuidado e lembrar-se de inclinar a cabeça para trás para evitar o contato do produto com os olhos. Em caso de contato acidental, é essencial enxaguar abundantemente com água por, pelo menos, 15 minutos”, reforçou o Ministério da Saúde.

Afinal, o que o produto pode causar? 

Ainda segundo o Ministério da Saúde, os sinais mais comuns de intoxicação causada por pomadas capilares incluem coceira nos olhos, vermelhidão, irritação, sensação de ardor e inchaço. 

Em situações mais graves, pode ocorrer turvação da visão, especialmente após o contato com a água, já que o produto pode escorrer para a área dos olhos.

“Se você notar qualquer um desses sintomas, é crucial buscar atendimento médico imediato e não deixar de comunicar às autoridades de saúde”, ressaltou o Ministério da Saúde.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.