MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Reforço na segurança presidencial: instalações oficiais receberão novas medidas de proteção

Locais emblemáticos das atividades presidenciais, passarão por uma significativa expansão nas medidas de proteção. Segurança presidencial conta com 310 militares do GSI

Além disso, estão previstas outras adaptações para reforçar a segurança
Além disso, estão previstas outras adaptações para reforçar a segurança - Divulgação/Agência Brasil
Pedro Miranda

Pedro Miranda

[email protected]

Publicado em 28/11/2023, às 12h45 - Atualizado em 29/11/2023, às 09h11

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Palácio do Planalto, o Palácio da Alvorada e a Granja do Torto, locais emblemáticos das atividades presidenciais, passarão por uma significativa expansão em seu sistema de segurança. Até meados do próximo ano, 708 novas câmeras serão instaladas, reforçando a atual infraestrutura de monitoramento composta por 69 equipamentos, distribuídos entre seis instalações presidenciais.

A iniciativa, prevista em uma portaria interministerial de 2017, começou a ser implementada no ano passado e ganhou destaque na última segunda-feira (27) durante a apresentação da nova estrutura do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI).

O secretário de Segurança Presidencial, general Roberto Peixoto, ressaltou a importância dessas melhorias, destacando que se as câmeras já estivessem em operação, as investigações relacionadas aos eventos de 8 de janeiro teriam condições mais robustas de averiguação.

Uma das mudanças mais notáveis será a instalação de vidros blindados no térreo do Palácio do Planalto, visando evitar incidentes semelhantes aos atos antidemocráticos ocorridos em janeiro, quando os vidros do prédio foram danificados. Contudo, essa medida aguarda aprovação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), uma vez que pode implicar em alterações na fachada do edifício.

Além disso, estão previstas outras adaptações para reforçar a segurança

Será feita a instalação de pinos hidráulicos na base da rampa do Palácio do Planalto para impedir a passagem de veículos, medida já presente na entrada do Palácio da Alvorada. Novos mosaicos de telas e guaritas, equipadas com detectores de metal e raio-x na entrada dos prédios, também serão implementados para aprimorar o acompanhamento das imagens das câmeras e fortalecer os pontos de controle.

Atualmente, a segurança presidencial conta com 310 militares do GSI e do Comando Militar do Planalto, distribuídos em diversas localidades, incluindo Brasília e escritórios de representação em São Paulo, Campinas (SP) e Aracaju. Os agentes recebem treinamentos semestrais e trimestrais em diversas áreas, desde salvamento aquático até simulações de direção defensiva e evasiva.

Essas mudanças ocorrem em conjunto com a recente reformulação estrutural do Gabinete de Segurança Institucional, que completará 85 anos em breve.

A Secretaria de Segurança Presidencial foi desmembrada em dois departamentos para reforçar a segurança presidencial, enquanto as responsabilidades relacionadas a viagens, eventos e cerimoniais foram transferidas para outra secretaria. Adicionalmente, a criação da Secretaria de Segurança da Informação e Cibernética visa aprimorar a resposta aos desafios na área de segurança cibernética e da informação.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.