MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Atenção! Falta de atualização do Cadastro Único (CadÚnico) pode suspender Auxílio Brasil de R$ 600

Atualizar os dados no Cadastro Único (CadÚnico) garante o recebimento do Auxílio Brasil de R$ 600; saiba como verificar a situação do seu cadastro

Um homem segura celular aberto com o programa Auxílio Brasil
Um homem segura celular aberto com o programa Auxílio Brasil - Divulgação - Atualização no CadÚnico para receber Auxílio Brasil
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

[email protected]

Publicado em 24/08/2022, às 16h41

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Os beneficiários do Auxílio Brasil precisam ficar atentos, algumas famílias precisam atualizar os dados no Cadastro Único (CadÚnico) para não perder o benefício no valor de R$ 600. Criado pelo Governo Federal, o CadÚnico permite ao governo ter conhecimento de quem são as famílias que estão vivendo em situação de pobreza ou extrema pobreza no país. 

Por conta desse cadastro, os brasileiros têm acesso a programas sociais, como Tarifa Social de Energia Elétrica, Benefício de Prestação Continuada (BPC), Vale-gás, entre outros. Vale lembrar que o CadÚnico é operacionalizado e atualizado pelas prefeituras de maneira gratuita.

+++ Auxílio-reclusão: todo preso tem direito a receber R$ 1.212,00 por mês?

Como atualizar os dados? 

Ao se inscrever no CadÚnico, as famílias se comprometem a atualizar os dados quando há uma mudança nas informações, como em caso de morte de alguém, nascimento, separação ou casamento e mudança de domicílio, no máximo a cada dois anos. 

O cidadão precisa se dirigir a uma unidade do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) mais próximo da sua casa. Veja lista de documento para realizar a inscrição: 

Para o responsável pelo cadastro, CPF ou Título de Eleitor. Dos demais membros deve ser apresentado: 

  • CPF, de preferência; ou
  • Certidão de Nascimento; ou
  • Certidão de Casamento; ou
  • Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI) – para indígenas que possuem apenas esse documento; ou
  • Carteira de Identidade - Registro Geral de Identificação (RG);
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social; ou
  • Título de Eleitor.

Como conferir a situação do cadastro?

Os cidadãos podem saber se precisam atualizar os dados e a situação do cadastro pelo aplicativo do CadÚnico ou no site: cadunico.cidadania.gov.br. No mesmo endereço, também é possível verificar os postos físicos de atendimento. Para ter acesso, basta realizar o login no Gov.br

Os beneficiários também serão avisados por mensagem no extrato de pagamento do benefício ou no aplicativo sobre a necessidade de uma atualização. No caso dos beneficiários da Tarifa Social, eles podem receber comunicados por mensagem na conta de energia elétrica. 

O Ministério da Cidadania estipula que a cada dois anos, ou quando houver alguma alteração na composição familiar, endereço ou na renda familiar, os inscritos no CadÚnico devem atualizar as informações. O cidadão pode entrar em contato com o Ministério da Cidadania, por meio do telefone 121. 

Veja novos prazos 

Para as famílias com cadastro desatualizado cuja a renda per capita por membro não ultrapasse meio salário mínimo (R$606,01), o prazo para atualização venceu no último dia 12 de agosto. No caso daqueles que estão com o cadastro atualizado e que a renda familiar que um membro apresentou divergência — renda abaixo de meio salário mínimo (entre R$ 210,01 a R$ 606,00) por pessoa — o prazo também acabou em 12 de agosto. 

As famílias que estão com cadastro desatualizado desde 2016 ou 2017, o prazo para atualização é de 12 de outubro. No caso da Tarifa Social de Energia Elétrica, o prazo final para evitar o cancelamento é dezembro de 2022. 

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.